Arquivo mensal: março 2011

Resumo da 36ª semana

Êêê! Estamos indo para a 37ª semana!

Eu me sinto super bem e até mais disposta do que na semana passada. Meu ânimo deu um up, acho que por estar com tudo prontinho (malas da maternidade, quartinho, roupinhas,…). Além disso, o chá de bebê já passou e não tenho mais nenhuma pendência, nada para me preocupar além de mim. Ou seja! O Vítor pode nascer a hora que quiser, pois agora só depende dele.

Estou no nível ansiosa controlada (por enquanto!). Mas sempre atenta… qualquer coisinha diferente já penso: “O que é isso?!”. Acho que é normal, né?! Mãe de primeira viagem 🙂

Anúncios

Ultrassom + consulta

A semana foi passando e nem comentei aqui do ultrassom e da consulta de segunda.

Pois bem… o ultrassom foi de manhã. O baby está super saudável e adivinhem: de cabeça para baixo! Ele já pesa cerca de 2.500 gramas e possui 49 cm. Ficou comportadinho durante o exame e não mexeu muito. Assim a médica conseguiu verificar todas as medidas e a circulação sanguínea (através do Doppler). Para a felicidade da mamãe e do papai está tudo normal.

Minha GO pediu o exame com Doppler para avaliar o fluxo sanguíneo da placenta-bebê, pois eu já tive problemas de circulação.

De tarde foi a vez da consulta com a GO. Ela verificou os resultados do ultrassom e disse que estava tudo ótimo. Segundo ela, minha dilatação aumentou um pouquinho, mas ainda não chegou em 3 cm.

No último mês aumentei apenas 500 gramas (êêê!), embora a barriga tenha crescido bastante.

A próxima consulta é apenas dia 29, mas qualquer alteração é para eu ligar para a médica. De modo geral eu me sinto bem e apesar da dilatação acredito que vou mais algumas semanas ainda. Tomara, pois assim o Vítor ganha um pouquinho mais de peso e fica bem forte pra vim para os braços da mamãe!

Mala da maternidade

Semana passada comentei que fiz a listinha do que levar para o hospital quando chegar a hora do Vítor nascer. Pesquisei na internet sobre o que é importante e fui montando aS malinhaS (sim, duas para o baby e uma para a mamãe, sem esquecer do bebê conforto que precisa ir para o carro).

Para ajudar as gravidinhas na hora de arrumar a mala da maternidade resolvi colocar aqui no blog a minha lista. É apenas um modelo (existem vários pelos sites de maternidade), cada mãe tem que adaptar conforme a sua vontade/necessidade.

Itens para o Vítor

– 6 conjuntos completos de roupa (body, calça, meia, macacão)
– 3 mantinhas
– 2 pacotes de fralda tamanho RN
– 1 pacote de fralda tamanho P
– 6 fraldinhas de pano (estilo fraldinha de boca, mas eu prefiro o modelo um pouquinho maior)
– 1 enfeite para a porta quarto no hospital
– lembrancinhas para quem for visitar o bebê
– 1 creme para assaduras
– 1 pote de lenço umedecido
– escova de cabelo
– pantufinhas
– 1 par de luvas (para evitar que o bebê se arranhe)

Itens para a mamãe

– 3 camisolas/pijamas com abertura para amamentar
– 2 pacotes de absorventes pós-parto ou modelo noturno
– chinelo/pantufa
– 6 calcinhas
– 1 cinta pós-parto
– 2 sutiãs de amamentação
– 1 roupa para o dia de ir para casa
– 1 caixa de absorventes para o seio
– escova de dente
– pasta de dente
– escova de cabelo/pente
– kit lente de contato (caixinha, produto de limpeza,…)
– maquiagem (pelo menos um lápis, blush e batom para ficar bem nas primeiras fotos com o bebê)
– prendedor de cabelo
– sabonete
– shampoo
– condicionador
– 2 toalhas de banho
– 1 toalha de rosto
– meias
– desodorante
– hidratante
– óculos de grau

Itens gerais

– celular e carregador
– máquina fotográfica e pilhas extras
– filmadora
– cartão de gestante
– lista de quem avisar (com os telefones)
– caderno e caneta
– documentos da mãe e do pai (RG,…)
– cartão do plano de saúde

* Alguns hospitais oferecem itens de higiene geral, como sabonete, etc. Anyway… eu prefiro levar os meus produtos.
** Sugestão: coloque cada conjunto completo de roupa do bebê em um saquinho plástico. Assim fica tudo de acordo com a vontade da mamãe, tudo combinando bonitinho! 😉

Lembrança do bebê

Sempre achei lembrancinha de maternidade um negócio meio estranho. A maioria das pessoas pega, leva para casa e joga em algum canto (ou no lixo, depois de um tempo). Outros esquecem de escolher um dos mimos oferecidos pela nova mamãe e apenas uma minoria separa com carinho o presentinho e guarda como recordação do bebê que nasceu.

Confesso que eu mesma tenho apenas uma lembrança guardada, a do meu afilhado. As outras se perderam no meio das minhas coisas tralhas.

Entretanto, como gravidinha é impossível escapar das lembranças. Minha mãe e avó logo perguntaram como eu ia fazer, o que escolher para oferecer para quem for visitar o Vítor na maternidade. Não quis ser “do contra” (eu nunca sou #not) e comecei a pensar no assunto.

Dei uma olhada na internet e vi ideias fantásticas. Adorei modelos de chocolates e cupcakes especiais para a ocasião. Contudo, não queria gastar muito nas lembrancinhas. Sabe como é: fraldas, roupinhas, taxas de exames e consultas,… (essas reticiências vão longe, ô se vão!). Então optei por algo simples e prático: pequenos sabonetes com cheirinho gostoso em uma embalagem bonitinha!

Escolhi sabonete branco e no formato de estrela. Paguei R$ 0,50 cada um. Depois minha tia me ajudou e fez as embalagens. Ela usou tule branco e fitinha azul. O papelzinho para colocar o nome do bebê e a data de nascimento foi comprado na gráfica.

Não tenho como dar o valor exato do material para fazer as lembrancinhas (comprei uma parte e minha tia a outra). Porém, com certeza o custo de cada unidade não passou de R$ 0,75.

Ficou super bonitinho e já está do lado das malinhas da maternidade. Além disso, foi mega econômico.

Para combinar ganhei também da minha tia um enfeite para a porta do quarto no hospital. Adorei o presente! Com certeza depois vai ficar na porta do quartinho do Vítor!

Chá do Vítor

Já tinha falado aqui sobre os meus planos para o chá do Vítor. Tinha decidido fazer duas festinhas: uma para a família e outra para as minhas amigas.

Bem… as comemorações foram no fim de semana que passou. Deu tudo certinho, tanto no sábado quanto no domingo. Fui muito mimada por pessoas queridas e o Vítor faturou vários presentinhos lindos! Sem falar no estoque power de fraldas que a mamãe aqui adorou!

E olha que coisa! Semana passada comentei que tinha comprado alguns itens que faltavam e também chupeta e mamadeira, caso seja necessário. Pois vejam só! Chupeta que não vai faltar agora. Além da que eu já tinha em casa, ganhei mais 3!

Só teve uma que não foi muito bem vista pelo papai. Agora ele vai ter que procurar um modelo do São Paulo para continuar tudo igual aqui em casa.

Resumo da 33ª semana

A 33ª que foi a 35ª.

Calma, eu explico!

Acontece que eu fui equivocada nas minhas contas. Tá, todo mundo já sabe que contar dias, semanas, meses, trimestres de gravidez é uma confusão (a Carol do Carol e suas baby-bobeiras comentou também sobre o assunto). Então eu me perdi nessa história toda e acabei descobrindo que hoje fecho 35 semanas e entro na 36ª. Exatamente! A tão esperada 36ª semana de gestação estava batendo na minha porta e eu nem tinha me dado conta.

Mas vem comigo que eu mostro como eu fiz tamanha confusão.

Segundo o sr. Wikipédia:

“A idade embriológica da gestação é contada a partir da fecundação do óvulo. No entanto, é praticamente impossível a identificação do momento em que ocorreu a fecundação ou a data correta do coito ou da ovulação. Por isso, convencionou-se contar a idade da gravidez a partir de um marco mais fácil de identificar: o primeiro dia do último período menstrual da mulher. Trata-se da idade obstétrica da gravidez.”

Ainda segundo informações do excelentíssimo Wikipédia uma gravidez dura, em média:

– 280 dias
– 40 semanas
– 9 meses

Tá, ok, até aqui tudo bem.

PORÉM…

Eu, mãezinha de primeira viagem não sabia (ou ignorei, não prestei atenção, qualquer babaquice dessas) do detalhe da menstruação. Na minha cabeça não se levava em consideração o primeiro dia da última menstruação, mas sim o último dia. Burrinha, né?!

Além disso, no meu mundinho em uma órbita paralela resolvi fazer uma conta independente. A louca! Peguei a data aproximada da concepção e comecei a calcular a partir deste dia as semanas.

Aí deu a maior porcaria, pois eu calculava de um jeito (pela data da concepção), a médica levava em consideração o último dia da menstruação (pois foi o que eu falei pra ela como sendo o primeiro) e agora eu vi tudo por um 3º lado (idade obstétrica da gravidez considerada pelos médicos).

Então… de acordo com o padrão considerado pela medicina:

– Meu primeiro dia da última menstruação é 2 de julho de 2010
– Minha gravidez é de 253 dias, 36 semanas, 9 meses
– A data prevista para o parto é dia 8 de abril de 2011

Enfim, tudo isso é pra dizer que falta pouco, muito pouco 🙂