Arquivo da tag: acessibilidade

Pobre menino que dorme em um colchão no chão

Ouvi a frase do título quando contei para algumas pessoas que o Vítor não dormia mais no berço. Nem cheguei a responder e expor a minha opinião para evitar prolongar muito a conversa, mas comecei a refletir sobre a alteração.

O Vítor começou a dormir no colchão no chão esta semana, mas já observei duas diferenças importantes:

– Na primeira vez ele acordou, saiu do colchão sozinho e começou a brincar, sem chamar a mãe ou o pai.
– Na segunda noite acordou no meio da madrugada e chorou. Fui até o quarto dele, deitei no colchão e ele pegou no sono do meu lado. Demorou um pouco, mas antes o único jeito de fazer ele dormir no meio da noite era no carrinho (e eu odeio ficar embalando, especialmente quando estou caindo de sono).

A ideia de tirá-lo do berço parte da vontade de que ele tenha um quarto todo pensado nele. Quero que o Vítor possa explorar o seu espaço livremente, sem barreiras de acesso (o berço é alto, por exemplo, e ele não consegue entrar e sair a hora que bem entender).

Então, a mudança de apartamento e a reorganização do quarto foram fatores que me incentivaram a colocar em prática o que já pensava antes. Não gastei nada para adaptar o quarto, apenas peguei um tapete que minha mãe tinha em casa.

Como o quarto era antes, no outro apartamento: sem tapete, com berço, trocador, armário de 6 portas e nada de espaço para o Vítor brincar no chão. Ele geralmente brincava na sala ou no cercadinho.

Como é agora, depois da mudança: o apartamento tem 3 quartos, o que facilitou um pouco. Assim, no quarto extra estão o armário e o trocador. Já no quarto do Vítor estão os brinquedos, todos espalhados pelo tapete, o colhão e o berço (temporariamente, até ele ser desmontado).

Fiquei muito feliz com o resultado, mas quem está curtindo mesmo é o Vítor. Agora, ele passa muito mais tempo no quarto. Além disso, volta e meia estamos todos lá, brincando juntos.

Vejam como ficou (e percebam que é tudo simples, que pouco – ou nenhum – dinheiro é apenas desculpa para não fazer uma mudança assim):






Leia também: Quarto do Vítor – Versão tapete de E.V.A.

A casa também é do bebê

Agora que nos mudamos aproveitei a oportunidade para deixar a casa mais acessível para o Vítor. Penso que os bebês e as crianças devem se sentir realmente parte da família. Para tanto, uma das etapas é fazer com que eles se identifiquem com o lugar onde moram e saibam que o espaço também é deles.

Sendo assim, aqui em casa o Vítor é livre e pode entrar em todos os cômodos da casa. Procuro não deixar nada quebrável ou perigoso (como remédios) onde ele alcança. Na cozinha ele só vai com algum adulto, para evitar que mexa nas gavetas ou no armário. No entanto, não tratamos o lugar como proibido.

***

Uma ideia que coloquei em prática no novo apartamento foi deixar coisas do Vítor em diferentes peças da casa. Além de reforçar a identificação dele com o lar é uma estratégia que ajuda muito enquanto arrumo ou limpo a casa. Assim, ele pode me seguir e brincar com o que acha em cada espaço.

– Alguns brinquedos na estante da sala, ao alcance do Vítor:


– Foto dele com a gente na parte baixa da estante (ele adora beijar a si mesmo na foto):


– Livro de banho favorito no banheiro:


– Nosso quarto sempre tem alguns carrinhos espalhados:


***

Como o Vítor anda pela casa inteira tive que escolher com cuidado o que colocar nas gavetas e nas partes mais baixas dos armários e das estantes. No escritório, por exemplo, preenchi a primeira prateleira do livreiro com caixas vazias de games. O Vítor pode mexer tranquilamente (e ele adora, principalmente quando acha um jogo de futebol, fica gritando “a bol, a bol”). A parte ruim é ter que juntar tudo mil vezes por dia, mas enfim, faz parte!

Na capa

O risco de ter mãe jornalista é acabar na capa do jornal. Vítor muso modelo na Folha do Mate de hoje em matéria sobre acessibilidade. Eu que fiz tá?! (O Vítor e a reportagem).

***

E hoje eu estou lá no MMqD falando um pouquinho de um dos dilemas supra sumo da vida de mãe: maternidade X carreira. Passa lá pra conferir!