Arquivo da tag: barriga

Resumo da 30ª semana

Ou resumo da 32ª semana. Entenda AQUI!

Eis que a barriga começou a pesar (de verdade agora!). Indo para a 31ª semana sinto que ela deu uma boa aumentada, em questão de poucos dias.

Foi o verdadeiro boom da barriga! Mas como nada na gravidez é isolado… as estrias apareceram também (para a minha felicidade #not).

Tentei ficar mais quietinha esta semana, fazer repouso, pelo início da dilatação que a médica observou na última consulta. No entanto, é impossível! Em todo canto da casa que eu olho tem alguma coisa me chamando. É uma estante com pó, uma pia com louça suja, uma máquina com roupa para estender. E fico assim… me policiando para não abusar do esforço.

Não sou neurótica por limpeza e organização, porém tento balancear. Bom é que o Fábio me ajuda, daí dá pra manter tudo em ordem sem esquecer do maldito repouso.

No mais é aquela rotina: dorzinha aqui, desconforto ali. Mas nada demais, detalhes do final da gravidez mesmo. 🙂

Anúncios

Mazelas da gravidez, parte I: lombar

Eu e o Fábio estamos fazendo um curso de gestantes da Unimed de Venâncio Aires/RS. O programa é bem interessante: 6 encontros, 1 por semana, 1 hora de duração.

Toda quarta nos reunimos com cerca de outros doze, treze casais (não é obrigatório ir o pai e a mãe do bebê, mas de modo geral as gravidinhas estão sempre acompanhadas dos respectivos) para tentar entender um pouquinho melhor todas as mudanças provocadas pela gravidez.

A cada semana um profissional da área da saúde apresenta alguns tópicos. No primeiro encontro tivemos a participação de uma psicóloga, no segundo de uma nutricionista, depois um obstetra e por último uma educadora física e uma fisioterapeuta. Nos próximos teremos um pediatra e uma técnica de enfermagem.

Pois bem, na palestra desta semana a fisioterapeuta tratou de um aspecto que está me afetando diretamente nos últimos dias: a dor na região lombar. Toda noite encho os ouvidos do Fábio de reclamações. Dói, tô ruim, tá desconfortável. Ele já sabe o discurso de cabeça.

A barriga está pesando e o ponto de equilíbrio do corpo muda. Além disso, é difícil manter uma postura adequada. As atividades diárias acabam sobrecarregando a coluna e de noite é praticamente impossível escapar da famosa dorzinha.

Para aliviar a recomendação é massagem. Já para evitar é importante observar as posições durante atividades simples como: lavar louça, lavar roupa e pegar objetos no chão. Além disso, para dormir a dica é virar para o lado esquerdo e ficar com um travesseiro no meio das pernas.

Mais informações: O site “Boa Postura” apresenta algumas orientações para as gestante. Vale a pena conferir 😉

Lençol com um furo para a cabeça

É assim que eu defino roupa de grávida gorda: lençol com um furo para a cabeça. É uma infelicidade toda vez que percebo que tá na hora de acrescentar peças novas no armário (e isso acontece com uma frequência incrível durante a gravidez). Além de serem caras, as roupas para gestantes não possuem caimento. Claro que isso não é uma regra geral, no entanto a situação é um pouquinho mais complicada para quem mora em cidades pequenas (meu caso!). As opções de lojas são reduzidas e o jeito é bater perna até achar algo de bom gosto.

Quando eu engravidei eu morava em Londres e minha maior descoberta foi a linha Maternity da Gap. Tratei logo de comprar duas calças jeans e algumas blusas. Porém, como estava no início não imaginei que a barriga ia aumentar tanto! Também não tinha ideia de que seria tão difícil encontrar outras peças no Brasil.


Usei muuuuito os jeans com elástico da Gap. Com certeza eles fazem parte do meu top 5 de roupas durante a gravidez. Super recomendo para quem tiver a possibilidade de comprar ou encomendar com algum amigo/parente/conhecido que for viajar para o exterior. Sei que é complicado fazer um pedido desses, principalmente pela numeração ser diferente da brasileira, mas enfim, #ficaadica.

Outro item top top do meu armário de grávida é um vestido básico da Hering. Ele é mega simples, mas eu adoro! Tenho um de cada cor disponível (verde, rosa, cinza e preto). E o melhor: tamanho M! Ou seja, dependendo do quanto eu engordar ainda tenho a opção de comprar o mesmo modelo em G. Outra observação: é roupa de gente normal 😉

Aliás, a Hering tem sido a minha salvação. Roupas de boa qualidade e ótimo preço. Na Hering Web Store o modelo de vestido em questão custa R$69,90, porém eu cheguei a pagar R$39,90 na loja de Garopaba/SC (em promoção).

Outra coisa que achei na Hering foi camisola. Odeio com toda minha força todas as peças para gestantes! Principalmente as com estampas de bebês, chupetas e coisinhas do gênero. Então fiquei super feliz quando entrei numa G da marca e não tirei mais!