Arquivo da tag: fase

Terrible one, existe?

Vejo em diversos lugares textos sobre a fase do terrible twos. Mas e terrible one? Existe? Olha… aqui em casa sim!

Vítor está um pequeno demo. Não sei como cabe tanta personalidade em um corpinho tão pequeno. Diante de um ataque de fúria as pessoas olham e dizem que puxou por mim, mas abafa.

Ele já teve a fase de brigar após o banho, depois melhorou e agora voltou para estaca -50. Levo uns 20 minutos para vestir a criança e devo emagrecer uns cinco quilos enquanto faço malabarismos para colocar cada peça de roupa.

Mas o que mais me apavora é que agora ele bate nas pessoas. Em mim, no pai, em qualquer criatura que estiver por perto. Bate no rosto da gente, com força, e também puxa o cabelo.

Sem falar nas birras…

O que fazer? Já tentamos as seguintes etapas inúmeras vezes:

– Falar com jeitinho, explicar o que pode e o que não pode e pedir para parar.
– Cantar, dançar, fazer teatrinho e o diabo a quatro.
– Tentar distrair com um brinquedinho.
– Gritar desesperadamente: “Chega”, “Assim é feio” e coisas do gênero.
– Chorar de ódio pensando: “Onde foi que eu errei?”.

Tem dias que me sinto totalmente perdida. Alguém já passou pela mesma fase? Conselhos, pitacos, sugestões?


Não se engane com a minha carinha fofa e meu cabelo riponga!

The dark side

A coisa tá feia por aqui. Vítor anda super chatinho e manhoso. Coloca tudo na boca e parece bem incomodado. Acho que são os dentinhos chegando. Ele chora enquanto mama e fica esfregando a mamadeira na gengiva. Além disso, largou a chupeta. Não aceita mais de jeito nenhum.

As noites estão sendo super complicadas. Tô tentando colocar o Vítor no quarto dele para dormir no berço. Ele ainda ficava no carrinho, no nosso quarto, mas o espaço estava limitado demais. Sem falar que a gente não conseguia nem conversar um pouco antes de dormir, sussurava para não acordá-lo. Porém ele não tem aceitado bem. Demora para pegar no sono, fica resmungando. Sem falar que passou a acordar durante a madrugada (dormia direto antes).

Somem tudo isso ao fato de eu estar trabalhando o dia todo e o resultado é uma mãe cheia de culpa, cansada e sem paciência.

Tá difícil. Tem dias que deito na cama e não consigo nem sequer dormir, pois minha mente está super acelerada e não consigo relaxar. Já fico pensando no próximo dia e em tudo que tenho para fazer.

Então peço desculpas se não conseguir responder os comentários e visitar os blogs das amigas por um tempo. Sinto a maior falta do meu cantinho aqui quando o tempo fica curto, mas não tem jeito. Assim como as coisas estão quando chego em casa tudo que eu quero é ficar juntinho do meu bebê cuidando dele.

Um beijo grande e obrigada pelo carinho de sempre!