Arquivo da tag: humor

Dificuldades gravidícias

Fechando praticamente 5 meses de gravidez (sim, tempo VOA, meu povo) começo a lembrar de algumas dificuldades gravidícias até o momento arquivadas na memória seletiva materna (provavelmente perto da gaveta cerebral onde está guardada toda e qualquer recordação da dor do parto).

Mesmo com uma gravidez praticamente atrás da outra existem coisas que a gente esquece fácinfácin.

Sexta fui na biblioteca (vida de mestranda, a gente vê por aqui) e comecei a procurar um livro conforme aqueles códigos doidos que demoram a fazer sentido. Vou catando por aqui e por ali até que acho o primeiro título. Adivinha onde? No lugar mais alto da estante. Largo o celular e a carteira no chão com a maior desenvoltura que a pança permite e me preparo para dar um incrível salto, já que meu um metro e meio de sol (tá, um pouco mais, gente) não era suficiente. Puxo a calça com elástico para cima e a blusa meio toda curta para baixo e pulo. Barriga de fora, peito voando, provavelmente uma cena linda de ver. A mais pura beleza e o brilho da maternidade (só que not). Óbvio que não consegui pegar o exemplar de primeira, mas nada que três ou quatro tentativas tão graciosas quanto a inicial não resolvessem.

A segunda cena do recordar é viver aconteceu em casa, no quarto do Vítor. Ele, pela milésima vez, espalhou as bolinhas da toca pelo apartamento inteiro. Eis que acho duas perdidas embaixo do berço e me abaixo para pegar. Estico o braço e… nada. Falta algo em torno de meio centímetro para eu conseguir. E que meio centímetro sofrido, vou te contar. Cofrinho de fora, cara grudada no piso, barriga esmagada e toda força do mundo para chegar até a bolinha. Depois de alguns longos minutos consigo. Jogo as bolinhas com a maior fúria na toca e juro pra mim mesma que na próxima vez elas podem apodrecer onde quer que estejam.

É muita ternura vinda de uma grávida, não? E a cada dia lembro que as dificuldades só vão aumentar. Pelo menos uma coisa boa: da faxina eu escapo. Pobre, Fábio.

Rachel feelings

Às vezes eu acordo com Rachel (grávida) feelings. Para quem não é louco por Friends, deixe-me explicar de forma breve.

Rachel é a personagem de Jennifer Aninston no seriado americano Friends (exibido entre 1994 e 2004). No fim da 7ª temporada ela engravida do amigo e ex-namorado Ross (David Schwimmer). Os episódios da 8ª temporada mostram a evolução da gravidez e o parto, tudo com ótimas pitadas de bom humor.

Entre os episódios em que Rachel aparece grávida o meu favorito é “Aquele em que Rachel está atrasada” (o 22º da temporada, em inglês “The one where Rachel is late”). Retrata o típico humor de uma gestante, principalmente na reta final da gravidez.

Pois bem, alguns dias eu me sinto exatamente como a personagem aparece no episódio. Ódio súbito de tudo, parece que o mundo conspira contra mim. Sem falar na vontade de ir no banheiro de 20 em 20 minutos e do desconforto. Não existe posição para sentar ou deitar e caminhar não é fácil. Resumindo: nem eu me aturo de tão chata que fico.

Nesses dias haja paciência pro Fábio. Não posso reclamar, pois ele se controla bem diante do meu humorzinho maldito. Abençoados sejam os pais que aturam as grávidas chatas e no terceiro trimestre. Amém!

* Confira no link um vídeo com os melhores momentos do episódio comentado. Não achei com legendas em português, apenas esta versão. Também não consegui colocar direto no blog, pois aparece que “A incorporação foi desativada mediante solicitação”. Enfim… assistam no YouTube por AQUI.