Arquivo da tag: infantil

Aniversário passo a passo

Apesar de ter parado com as postagens com inspirações para o aniversário do Vítor, os preparativos estão em andamento.

Vamos conferir em que pé estão as coisas:

– Data: praticamente fechada. Aguardo apenas um retorno da minha cunhada para bater o martelo. Família longe exige toda uma programação.

– Local: o objetivo era não gastar muito com aluguel de um local (ou nada mesmo). Foi então que meu primo e padrinho do Vítor ofereceu que a gente fizesse a festa no restaurante dos pais dele. Achei ótimo, pois além de reduzir um custo, o lugar é bonito e agradável.

– Horário: decidi 16hrs. Assim o Vítor pode tirar a soneca da tarde tranquilo para estar disposto na hora da festa.

– Lista de convidados: fiz várias. Uma completíssima, outra máomenos, e assim até chegar em uma lista enxuta. Agora é sentar com o Fábio e decidir qual se encaixa nas nossas possibilidades.

– Tema: não queria um tema pronto, mas como o Vítor ama o George, O Curioso, optei por fazer a festa de macaco. A equipe linda da TraçoD ficou responsável pelo desenho.

– Papelaria: também larguei nas mãos da agência de design. Mostrei algumas fotos com o que eu gosto e estou mega ansiosa para conferir o resultado.

– Convite: quero que seja de papel semente, porém estou verificando preços com fornecedores e tudo mais.

– Retrospectiva: embora tenha todo equipamento para fazer um vídeo ou uma apresentação em telão, escolhi fazer em forma de varal de fotos. Quer saber? Acho chato vídeo assim em festa de criança. E o varal de fotos tem aquele toque de trabalho manual, feito com amor e carinho pela mãe toda trabalhada no dom artístico (not!). Então, bora se jogar no instrumental todo (tesoura, cola, papel,…).

– Doces: andei tentando fazer uns cupcakes. Deu certo, ficou bom, mas para o aniversário seria muito trabalho. Então vou pesquisar quanto custa para mandar fazer. Se for muito caro vou ter que me jogar na cozinha mesmo, pois considero um item indispensável! Sobre o bolo e os docinhos, também preciso fazer um levantamento de preços.

– Salgados: não quero nada frito, mas o lugar que achei que faz ótimos salgados de forno cobra caro. Vou ter que pesar no orçamento para ver se vale a pena.

– Fotos: já contratei um profissional e consegui boas condições de pagamento. Como ele parcelou, até o aniversário as fotos vão estar pagas. Ele fez um pacote de serviço + fotolibro. Sem falar que o trabalho é incrível, tenho certeza que fiz a escolha certa!

– Lembranças: a ideia é que a lembrança seja uma muda de árvore. Talvez eu consiga sem custo com uma associação ambiental. Tomara! Senão já vi preço com produtores.

Por enquanto eu acho que é isso! Esqueci de alguma coisa? Dúvidas, sugestões, comentários?

Anúncios

6 meses para organizar um aniversário

Sim, eu já estou pensando no aniversário de 1 ano do Vítor. Louca? Talvez, mas uma série de fatores faz com que eu me antecipe tanto assim.

Um deles é o dinheiro. Uma festa, por mais simples que seja, é sempre um gasto extra e exige planejamento financeiro. Outro fator é tempo: quero uma festinha hand made e como trabalho preciso me organizar e fazer as coisas aos poucos. O terceiro ponto é que pretendo elaborar algo diferente e isso exige pesquisa e talvez alguns materiais comprados via internet (olha o tempo aqui de novo).

Antes de mais nada quero dizer que ainda não sei se a festa vai ter um tema específico. Mas o que posso adiantar é que a ideia central é a sustentabilidade: papelaria com papel reciclado, nada de balão e muito material reaproveitado.

Então vocês me acompanham na minha viagem pelo fantástico universo de festas de aniversário? Quem vem?! Quem vem?!

Vamos combinar que toda sexta-feira vai ser dia de tratar do assunto aniversário aqui no blog. Na próxima eu já apresento algumas ideias iniciais e inspirações de festas que achei na internet. Ok?!

* Vítor está quase 100% da catapora. Amanhã ou terça deve voltar para escola! Todas comemora! Beijos e boa semana!

O bizarro mundo da fotografia infantil

Hoje fui levar o Vítor para tirar as fotos de 3 meses dele no estúdio (ele está com quase 4, mas abafa o caso). Toda vez que chego lá enlouqueço: um mês colocam a criança num balaio tipo de índio, outro mês fizeram eu sentar numa coisa de madeira (ui!) com ele no colo (sim, mãe também tem que pagar mico e sair nas fotos!).

Agora adivinhem qual foi a ideia maravilhosa do mês? Malas! Sim, malas, daquelas maletas antigas. Duas. Uma maiorzinha e outra bem pequena. Isso depois de eu ter dispensado um urso gigante mais pra bege do que branco tipo sujo.

Alguém me explica: why? Qual o motivo insano de fotografar uma criança com malas? Ele vai viajar? Fugir de casa? Não! Então não vejo nenhuma explicação!

Tudo bem que o balaio tipo cesto não me parece mais adequado. Meu filho não é uma fruta! Muito menos qualquer outra coisa que se guarde em balaio (não consegui lembrar de mais nada que é colocado em um, mas ok).

Além do mais, eu coloquei uma roupinha toda rock’n’roll na pequena criança. All star, calça justinha, body de caveiras e canguru preto. Super combinando com as malas antigas, né?!

Mas depois de tanta reclamação e mimimi vocês podem me perguntar o motivo de eu levar o Vítor nesse estúdio se eu sei que é sempre assim. Simples, eu explico! A palavra é: promoção. Você leva o bebê todo mês e quando ele completa 1 aninho ganha um poster gigante.

Eu simplesmente amo a palavra promoção. É mais forte do que eu. É algo irresistível. Sem falar que o estúdio em questão é um dos melhores da cidade (lembrando que moro numa cidadela minúscula pequena do interior do RS). Fazer o que, né?! E apesar de tudo quando as fotos chegam eu fico BA-BAN-DO! Nada que um photoshop e um bebê lindo não resolvam! #mãemodesta