Arquivo da tag: macaco

Festa em casa: decoração e comidinhas

A decoração da festa de 2 anos do Vítor foi praticamente toda reaproveitada do ano passado. Eu guardei o que sobrou da papelaria feita pela TracoD, com a ilustração de macaquinho da Joana Heck. Apenas imprimi novamente o Z perdido do letreiro e coloquei em um barbante, usando prendedores de roupa para segurar.

DSC_0009
Também reutilizei as caixas encapadas com tecido poá azul, este ano para colocar os cupcakes, e os copos e pratos plásticos coloridos que restaram da festa de 1 ano.

DSC_0026
A única coisa nova que comprei para a decoração foi a torre azul, onde coloquei os copinhos de doces. Paguei menos de R$ 6,00 em uma loja de embalagens.

DSC_0014
O cardápio da festa era bem simples. Os salgados encomendei em uma padaria. Escolhi sanduíches e pizzas de frango e salgados fritos diversos. Já os doces foram feitos por mim, pela minha irmã e pela Paula, madrinha do Vítor. Fizemos copinhos com brigadeiro e mousse de limão e cupcakes de chocolate. Para completar, uma salada de frutas com morango, banana e maçã. Para beber, suco natural de maracujá e refrigerante.

DSC_0039
Optei por fazer os copinhos, pois não tive tempo para organizar a festa. Para vocês terem uma noção, marquei com os convidados às 17h30min. Os cupcakes foram tirados do forno as 17h25min. Ou seja, foi tudo muito rápido e, por isso, precisava ser o mais prático e simples possível.

Quantidades

Participaram da festa 14 adultos e 3 bebês. Encomendei 50 sanduíches, 50 salgados fritos e 30 pizzas. Fiz 50 copinhos de doces, aproximadamente 30 de brigadeiro e 20 de limão, e mais ou menos 30 cupcakes pequenos.

Os copinhos e as colheres comprei em uma loja de embalagens. Paguei R$ 0,30 a unidade do copo e R$ 3,00 um saquinho com 50 colheres.

A quantidade foi ideal. Sobrou, mas nada exagerado (e tudo devidamente comido no dia seguinte e repartido com colegas de trabalho da mamãe e do papai).

Receitas 

Para o brigadeiro, usei 3 latas de leite condensado e achocolatado em pó. Fiz o brigadeiro normalmente, na panela, e quando estava pronto misturei 2 caixas de creme de leite. Mexi até ficar uma consistência mais cremosa e coloquei nos copinhos.

Já o mousse de limão foi feito com 1 lata de leite condensado, 1 caixa de creme de leite e o suco de 2 limões. Basta bater tudo no liquidificador e pronto! Receita super fácin.

A receita do cupcake já foi publicada no blog (aqui). Apenas troquei achocolatado por cacau em pó. Ficou uma delícia! A cobertura é meia lata de creme de leite misturada em banho maria com 1 barra de chocolate meio amargo.

Anúncios

Aniversário do Vítor: 2 anos

Ontem, o Vítor completou 2 anos. Decidimos fazer uma pequena festa em casa, no próprio dia, para marcar a data. Convidamos apenas amigos e familiares próximos, pois moramos em apartamento e o espaço é um tanto limitado.

Surpreso ao encontrar a casa decorada para a festinha

Surpreso ao encontrar a casa decorada para a festinha

Clara e a prima Ana Laura

Clara e a prima Ana Laura esperando o “parabéns”

Minha irmã e a madrinha do Vítor, a Paula, me ajudaram na organização. Aproveitamos a papelaria da festa do ano passado, que era de macaco, para decorar a sala. Encomendei alguns salgados e fiz os doces.

Cupcakes da mamãe para as velinhas e o parabéns

Cupcakes da mamãe para as velinhas

Tudo simples, mas pensado com carinho. Vítor aproveitou muito, estava todo feliz por receber as pessoas e ter quem gosta por perto. Sem comparações com a festa do ano passado, quando ele estava ruinzinho e só queria ficar no meu colo. Desta vez ele realmente curtiu o que foi feito para ele.

Será que ele gosotu da festa?

Será que ele gostou da festa?

Aniversário do Vítor – Decoração

Finalmente consegui um tempo para contar e mostrar um pouquinho da festa de aniversário do Vítor, que foi no fim de semana que passou.

Confesso que no início fiquei um tanto decepcionada/triste/frustrada, por isso também a demora para escrever sobre o assunto. Acontece que o Vítor teve febre já na quinta de noite (a festinha foi sábado). Então somando bebê ruinzinho + mãe de primeira viagem e que quis dar conta de tudo + mil preparativos, o resultado foi um chororô danado durante a festa.

Vítor não foi no colo de ninguém, estava sempre com algo na boca (leia-se um copo plástico ou uma fraldinha), e teve resmungos ad infinitum.

Chegou uma hora que parei tudo e fui na casa do pediatra, no meio das comemorações. Deixei o Fábio com os convidados e dei no pé. Diagnóstico: dentes massacrando a gengiva e início de infecção na garganta. Resultado: o aniversariante foi para casa com a minha mãe dormir e nós seguimos com a festa sem ele.

Então que não foi como eu imaginava (RÁ!) e fiquei meio-sei-lá. Esperava que o Vítor curtisse tudo que fizemos, que aproveitasse para brincar com os amiguinhos e primos, receber os mimos da família. Mas enfim… precisei de uns dias para absorver tudo isso (mãe é bicho bobo, né?) e só quando recebi as fotos consegui registrar os bons momentos e superar (?) as minhas bobagens internas (não encontrei uma definição melhor).

Anyway, tudo foi feito com muito carinho e tenho que confessar que decoração e comidinhas me surpreenderam. Os devidos créditos (e agradecimentos):

– Fotografia: Cris Frantz (o mesmo do ensaio do bolo)
– Papelaria: TraçoD
– Decoração: mommy do Vítor, vulgo eu (+ auxiliares dindas Paula, Édina e Rafa, prima Greice e tias Camila e Laura)
– Doces: Elear
– Cupcakes: a mesma moça ali da decoração, eu + bisa do Vítor
– Salgados: Don Peppone e vizinha da mãe (!)

Agora algumas fotos para vocês verem!






Como fantasiar um bebê ogro em 7 passos

1 – Tente começar pelo mais sofisticado: uma fantasia de índio completa (body, cocar, colar, braceletes).

2 – Body OK. Cocar arrancado. Colar destruído. Bracelete sem chance.

3 – Pense em algo mais simples: body e cabeça de macaco (coisa da patinação da minha irmã).

4 – Cabeça de macaco arrancada. Operação fail.

5 – Tá, vamos de basicão: body colorido e colar havaiano.

6 – Resultado: colar estraçalhado,

7 – Reconheço então que é impossível fantasiar um bebê. Solução: bigode português mais parecendo o Zorro.

E aqui a prova de que eu tentei, mas ele não deixou nada! Só o bigode sobreviveu!