Arquivo da tag: roupinhas

Sobre listas e o que falta

Quando eu estava grávida de 7 meses do Vítor já tinha tudo pronto, separado, lavado, guardado. A bolsa da maternidade era arrumada e desarrumada pelo menos uma vez por semana. Eu era “a louca das listas de enxoval” e realmente acreditava que precisava de pagão e cueiro, sem nem sequer saber o que era isso.

Agora, na segunda gravidez, cheguei aos 7 meses pensando no que falta e no estilo mais relax impossível. Digamos que o básico já tenho em casa, tudo que era do Vítor (sling, bebê conforto, cercadinho, cadeira de comer). A única coisa maior que precisaria comprar eu já ganhei: um berço desmontável. Sim, resolvi optar por um modelo de acampamento, pois não teria onde colocar mais um berço de madeira. Além disso, não vejo necessidade em ter mais um trambolho dentro de casa. Sei que o Vítor ainda vai ficar um tempo no berço, mas até lá a Clara fica no desmontável. Situação resolvida.

Outra coisa importante que ganhei foi um carrinho, pois o que o Vítor usava já era de segunda mão e eu tinha passado para uma tia que adotou um bebê recentemente. Então, minha avó nos presenteou com um modelo lindo e prático, bem mais compacto que o anterior. Outro problema resolvido.

Em relação às roupas ganhei e comprei alguns modelitos e também sei que vou aproveitar bastante coisa do Vítor, mesmo sendo uma menina. Não gosto de padrões limitadores de rosa e azul. Na minha casa isso é bobagem, assim como as divisões: menina brinca de boneca e menino de carrinho. Meus filhos sempre vão ter liberdade para escolher, seja a cor da roupa ou a brincadeira mais divertida. Mas enfim, isso é assunto para outro post.

Repassando minha lista mental, o que falta para a Clara é um balde para banho (o que usamos no Vítor acabou migrando para a área de serviço quando ele ficou maiorzinho), toalhas, fraldas e algumas coisas de higiene (gaze, álcool 70%). Como vou fazer um chá de bebê para as colegas de trabalho no fim de semana, sei que alguns itens já vou ganhar, então não resta muita coisa para eu me preocupar.

A próxima etapa dos preparativos é lavar as roupinhas (tarefa para a vovó) e dar uma organizada no quarto. Coisas para agosto… sem pressa, sem neura, sem estresse.

Anúncios

Ultrassom, berço e consulta

Ontem o dia foi super corrido. A maratona começou de manhã. Logo cedo eu tinha ultrassom marcado e lá fomos nós (eu e o Fábio) conferir como está o Vítor.

Estou com 30 semanas e o baby já pesa 1.679 gramas. O comprimento aproximado é de 38 cm. Pelo jeito vem aí um bebezão!

Além disso, vimos que o Vítor está de cabeça para baixo. No entanto, ainda é cedo e isso não diz muita coisa em relação ao parto.

Depois do ultrassom voltamos para casa e comecei a arrumar algumas coisinhas no armário do bebê. Minha mãe já lavou e passou todas as roupinhas, agora só falta acabar de separar tudo por tamanho. Percebi que tenho um monte de coisa pequenina (tamanho RN e P, peças que devem servir até o 3º mês no máximo). Mas foi bom começar a me organizar, assim posso fazer uma lista bem objetiva para o chá do Vítor.

Na sequência do momento organização Maria chegou a hora mais aguardada do dia: receber o berço! Sim, ele já está no quartinho do Vítor, todo lindo e mimoso! Ainda não tirei fotos, porém em breve coloco uma aqui.

Coisa gostosa ter o berço montado em casa. Dá a verdadeira sensação de “eu vou ter um filho e falta pouco”. Bobagem de gravidinha ansiosa! 🙂

E para completar o dia dedicado totalmente ao baby eu tinha consulta com a GO no fim da tarde. Pressão normal, medida da barriga ok, peso certinho. Mas eis que na hora do exame de toque recebemos uma surpresa: 1 cm de dilatação. Isso mesmo, cedo assim.

Eu tinha sentido na semana passada uma contração, mas foi isolada e nem dei muita bola (pensei até que podia ser só mais uma das acrobacias do Vítor). Comentei com a médica e ela disse que não necessariamente foi isso que ocasionou o início da dilatação.

Anyway… a recomendação é repouso. A GO também indicou 2 injeções para acelerar o amadurecimento dos pulmões do bebê (caso ele decida nascer antes de fechar pelo menos 36 semanas).

Fiquei meio tristinha depois da consulta. A notícia me deixou com receio de um parto prematuro. Não dormi muito bem de noite, cabeça a mil.

Hoje acordei um pouquinho mais animada, afinal, a dilatação pode não significar nada. A médica disse que posso tranquilamente ir até o fim da gravidez (ou seja, chegar até as 40 semanas). É só uma questão de seguir as orientações e ficar um pouco mais quietinha. Prometo me comportar!

Mimos do enxoval

Comecei a separar as roupinhas do Vítor e arrumar algumas coisas no quarto dele. Quando abro o armário e vejo todas aquelas peças mini fico encantada. Vem aquele pensamento clichê: como um ser humano vai entrar naquilo? Tudo parece tão pequenino!

Tirei algumas fotos dos mimos do baby 🙂

Body rock da Gap

Jeans cheio de estilo

Presente da dinda Paula, da loja da Disney de Londres

A mamãe adora listras