Arquivo da tag: terceiro trimestre

Grávida rumo ao terceiro trimestre

ou
Ela está descontrolada

É muito fácil descobrir o estágio da gestação de uma mulher.

As que estão no primeiro trimestre geralmente andam pálidas vagando por aí, enjoando até com programa de culinária, mas com uma fome proporcional ao sono. Para confirmar a teoria coloque um prato de frutos do mar perto dela. Se vomitar, fazer a maior cara de nojo ou, em último caso, devorar tudo, é porque sim, ela está com menos de três meses.

As grávidas no segundo trimestre caminham com a barriga jogada para a frente, para exibir a pança, mesmo que ela ainda possa ser confundida, em alguns casos, com gordura pura. Possuem um sorriso brilhante no rosto, mas não se engane, elas mordem. Comentários bobos como “que bom que vai ser um menino”, “vai ser uma menina bonita como a mãe” ou “que legal, um casal” podem despertar uma fúria sem tamanho. Cuidado. Fuja dos clichês, ou melhor, bico calado.

Já as grávidas no terceiro trimestre (ou que estão quase lá) são inconfundíveis. Elas tomam decisões que prometem mudar a vida de cinco em cinco minutos. Estão sempre pensando em alguma coisa para reformar ou comprar. Deixam aberta uma tab escondidinha no navegador com um site de roupas ou acessórios de bebê. A cada cem palavras que falam, uma é parto. Além disso, possuem pelo menos três listas diferentes em pequenos papéis soltos na bolsa (uma da mala da maternidade, outra de quem avisar quando o bebê nascer e assim por diante).

Eis que já me encontro rumo ao estágio três. Quer comprovar? Bem simples… basta eu contar que dispensei a empregada em definitivo esta semana e acabei de fazer uma matéria sobre cuidados humanizados com recém-nascidos para o jornal que trabalho (texto repleto da palavra parto, pois não vale só falar sobre o assunto, dá para escrever também). Tá bom assim?

Resumo da 38ª semana

Fiquei devendo ontem a publicação do resumo da semana. Mas enfim… aqui está, mesmo com um pequeno atraso!

Indo para a 39ª semana eu não consigo parar de pensar que o bebê pode nascer a qualquer hora. Isso é intrigante, assustador, empolgante, uma mistura que mexe com qualquer gravidinha cheia entupida de hormônios.

O bebê conforto está no carro, as malas da maternidade arrumadinhas, a filmadora e a máquina fotográfica separadas e com baterias carregadas. Já lavei/passei todas as roupinhas do Vítor, coloquei a roupa de cama no berço, tirei o plástico do trocador/banheira. Também montei a lista de quem avisar quando o baby nascer, fiz simulação/treinamento de trabalho de parto com o Fábio (que se saiu muito bem, por sinal!). Definitivamente só falta a hora chegar. E como é chato esperar.

Sempre fui ansiosa e impaciente. Agora não podia ser diferente. Mas pelo jeito o menino aqui é calmo que nem o pai e quer ficar mais uns dias na barriga. O que eu posso fazer?! Esperar.

Casulo

Hoje entrei no meu casulo. Quero ficar assim, quietinha no meu canto. Curtir cada minutinho antes do Vítor nascer. Aproveitar a chegada do frio, o silêncio da casa, o mimo do maridinho.

Noite passada não conseguia dormir. Pensamentos voando…

De manhã eu tinha consulta, logo cedo. Eu e o bebê estamos bem! Ele encaixado, mexendo regularmente, com o coraçãozinho no maior tum-tum-tum potência máxima. Eu com o peso controlado, pressão ok, dilatação de 4cm e colo do útero afinando.

Segundo a médica o parto está próximo. Ela me deu uma listinha destacando quando é o momento de ir para o hospital (se a bolsa romper, se eu sentir contrações regulares, enfim… basicamente as mesmas orientações do site da Crescer).

Por incrível que pareça a consulta me deixo mais calma. Deixei a contagem regressiva de lado e acabei me concentrando em mim e no meu corpo. Eu sinto (agora mais do que nunca) que tá chegando a hora. Eu sei que tá quase aí. Isso dá um medinho, mas por outro lado uma sensação gostosa de transição. Transição entre eu mulher, eu mãe. Entre tudo que eu sempre quis e que agora se realiza.

Agora, com licença. Vou ali no meu casulo, mas prometo que volto logo!

* Quando o Vítor nascer alguém (o Fábio) vem aqui rapidinho dar a notícia. Don’t worry 😉

Resumo da 31ª semana

Ou resumo da 33ª semana. Entenda AQUI!

A semana da fome (ou da gula).

Eu estava indo bem. Controlava um pouquinho a alimentação, mas sem passar fome e também sem neura.

No entanto, nos últimos dias fiquei louca! Vontade de devorar tudo que vejo pela frente (tá, não tudo, não sinto vontade de devorar uma maçã, por exemplo, mas tudo gostosinho que estiver pela frente).

Além disso, bebê tá maluquinho também. Por volta das nove da noite começa o festival de chutes e movimentos bizarros. Barriga embolota pra um lado, depois pro outro. Chego a deitar para ficar mais confortável e assistir de camarote o show.

De resto é o pacote básico do terceiro trimestre: calor, dor nas costas (mais leve) e dor na pelve.

Rachel feelings

Às vezes eu acordo com Rachel (grávida) feelings. Para quem não é louco por Friends, deixe-me explicar de forma breve.

Rachel é a personagem de Jennifer Aninston no seriado americano Friends (exibido entre 1994 e 2004). No fim da 7ª temporada ela engravida do amigo e ex-namorado Ross (David Schwimmer). Os episódios da 8ª temporada mostram a evolução da gravidez e o parto, tudo com ótimas pitadas de bom humor.

Entre os episódios em que Rachel aparece grávida o meu favorito é “Aquele em que Rachel está atrasada” (o 22º da temporada, em inglês “The one where Rachel is late”). Retrata o típico humor de uma gestante, principalmente na reta final da gravidez.

Pois bem, alguns dias eu me sinto exatamente como a personagem aparece no episódio. Ódio súbito de tudo, parece que o mundo conspira contra mim. Sem falar na vontade de ir no banheiro de 20 em 20 minutos e do desconforto. Não existe posição para sentar ou deitar e caminhar não é fácil. Resumindo: nem eu me aturo de tão chata que fico.

Nesses dias haja paciência pro Fábio. Não posso reclamar, pois ele se controla bem diante do meu humorzinho maldito. Abençoados sejam os pais que aturam as grávidas chatas e no terceiro trimestre. Amém!

* Confira no link um vídeo com os melhores momentos do episódio comentado. Não achei com legendas em português, apenas esta versão. Também não consegui colocar direto no blog, pois aparece que “A incorporação foi desativada mediante solicitação”. Enfim… assistam no YouTube por AQUI.