Arquivo da tag: fotografia

Ah, que saudade da barriga!

Esta semana peguei uma câmera digital compacta que temos aqui em casa e praticamente não usamos para emprestar para a minha avó. Acontece que quando fui ver se estava tudo funcionando direitinho achei um cartão de memória com várias fotos que eu nem lembrava que existiam. Imagens do Vítor com poucos meses, depois uns vídeos dele dando os primeiros passos. Sério, uma emoção sem tamanho!

Isso acabou me deixando toda nostálgica. Fui direto para os arquivos do computador e fiquei com os olhos cheios de lágrimas. Normal, né? Qual a mãe que não dá uma choradinha disfarçada (ou nem tanto) quando olha uma foto do filho RN?

Então, cheguei também nas fotos de grávida (que são raras, tenho que confessar).

E ah, que saudade da barriga, gente! De sentir aquela vida toda dentro de si. Os movimentos do bebê, os chutes. Ô coisa boa!

By Fábio Augusto, no Oceanário de Lisboa

Gravidez do Vítor, by Fábio Augusto, no Oceanário de Lisboa

By Alvaro Pegoraro, no jornal em que eu trabalhava

Gravidez da Clara, by Alvaro Pegoraro, no jornal em que eu trabalhava

By Cristian Frantz, em montagem com a Clara in e out

By Cristian Frantz, em montagem com a Clara in e out

E por aí? Rolou uma saudadezinha da barriga também?

Anúncios

Bastidores de uma imagem

Já contei como foi o processo criativo de desenvolvimento da nova identidade visual do blog. Agora, é a vez de falar sobre a imagem do cabeçalho, feita pelo Cris Frantz, fotográfo de Venâncio Aires/RS e parceiro do Projeto de Mãe.

Eu tive a ideia e entrei em contato com o Cris. Logo, ele sugeriu que nós fizéssemos as fotos individuais para depois montar a imagem. Sensata pessoa, pois se a gente decidisse fazer uma foto com os três juntos estaríamos até hoje no estúdio tentando.

Tenho que dizer que foi um caos. Trabalhar com a Clara foi tranquilo, mas com o Vítor e o Dexter… minha nossa!

O quadro é de comer?

O quadro é de comer, mamãe?

O Vítor só queria desenhar e dava chilique se alguém encostava no quadrinho. Além disso, ficava pedindo para eu pintar junto, não deixava eu me afastar nem por um segundo.

Uma das fotos mais bonitas, mas com o quadro abaixado!

Uma das fotos mais bonitas, mas com o quadro abaixado!

Para o Dexter, eu levei uns pedacinhos de carne do almoço em um potinho, para chamar a atenção e conseguir fazer com que ele ficasse sentado. Deu certo, mas ele ficou com um pouco de medo do chão do estúdio, que era branco e de um material diferente, que fazia com que ele escorregasse se caminhasse muito rápido.

Vai um bifinho aí?

Vai um bifinho aí?

Ficamos praticamente uma hora no estúdio. Precisei da ajuda de mais duas pessoas para conseguir dar conta das crianças. Assim, enquanto eu ficava com um fotografando, a minha irmã e a assistente do Cris, a Priscilla, cuidavam dos outros dois.

Apesar do trabalho, o resultado valeu a pena. Fiquei muito satisfeita, pois era exatamente como eu tinha imaginado. O Dani, da TraçoD, foi o responsável pela montagem do material e a aplicação do logotipo. Tanto ele quanto o Cris conseguiram captar o meu objetivo e só posso agradecê-los!

Aliás, o Cris já fotografou a nossa família em diversas ocasiões. Ele sempre está em sintonia com a gente e tem o dom de capturar a essência de cada momento.

Nossa parceria começou com o Smash the Cake do Vítor e não parou mais. Além do primeiro aninho do Vítor, ele também acompanhou o nascimento da Clara, os 50 anos do meu pai e fez fotos lindas da nossa família após a chegada da Clara.

* Mais fotos do Cris no blog AQUI.

Smash the Cake

Quando o Cris me procurou para fazer um ensaio fotográfico experimental do Vítor eu topei na hora. Não conhecia a ideia do Smash the Cake, mas logo que pesquisei um pouco sobre o assunto fiquei encantada e louca para saber como seria a reação do baby.

De modo geral funciona assim: fundo branco ou neutro, criança sem muita produção, bem livre. O detalhe é uma torta inteirinha, toda para o bebê brincar, tocar, sentir, comer, destruir, enfim… fazer o que quiser.

O processo de tirar as fotos foi muito divertido. O Vítor entrou no clima e ficou bem solto. Sorriu, fez festa.

E o resultado ficou incrível! Foi realmente uma ótima forma de marcar a passagem do primeiro aniversário.






Gostaram? Foi só uma provinha!

* No blog do Cris também tem um post sobre o ensaio.

O primeiro presente de aniversário

O aniversário do Vítor é dia 10 e a festinha vai ser dia 14. Mesmo assim ele ganhou este fim de semana o primeiro presente, enviado pelo correio pelo vovô Augusto e pela vovó Lídia.

Preciso dizer que adorou? Primeira foto feliz da vida dando a primeira voltinha e na segunda imagem fazendo pose com o veículo novo. Detalhe para o cinto improvisado feito com a fraldinha pela mamãe.


Foto brincante

Uma pausa na programação normal do blog para apresentar um projeto diferente (amanhã publico a dica de aniversário da semana!). É o Foto Brincante.

A ideia é escolher um tema por semana para que cada pessoa do grupo faça uma foto. Na sexta, todos compartilham as imagens através do Facebook e depois a queridona da Laiz, do Dias de Mamis, reúne o material e posta no blog.

Eu adorei e pretendo participar sempre que possível. Aproveito para deixar aqui a minha imagem da semana. O tema era AMOR.

Amor entre pai e filho:


* Se alguém quiser participar do grupo é só deixar seu nome nos comentários que eu procuro no Facebook para adicionar.

Bom fim de semana!

O bizarro mundo da fotografia infantil – A demonstração

Falei aqui das coisas medonhas que fazem parte do universo da fotografia infantil.

Prometi postar uma pequena demonstração e voilà: o ensaio sensual do meu gordinho gostoso. A qualidade não está lá essas coisas, digitalização #fail (tem até umas machinhas nas fotos, não repare, ok?!).


(Oi mãe, olha como eu fico feliz dentro de uma MALETA!)


(Decidi, vou fugir de casa. Já arrumei minhas coisas – meu clone vai junto.)


(Eu e meu clone!)


(O ângulo não favoreceu minha forma física)

E vocês já aproveitaram o descontinho da Bala de banana? Confere aqui ó!

O bizarro mundo da fotografia infantil

Hoje fui levar o Vítor para tirar as fotos de 3 meses dele no estúdio (ele está com quase 4, mas abafa o caso). Toda vez que chego lá enlouqueço: um mês colocam a criança num balaio tipo de índio, outro mês fizeram eu sentar numa coisa de madeira (ui!) com ele no colo (sim, mãe também tem que pagar mico e sair nas fotos!).

Agora adivinhem qual foi a ideia maravilhosa do mês? Malas! Sim, malas, daquelas maletas antigas. Duas. Uma maiorzinha e outra bem pequena. Isso depois de eu ter dispensado um urso gigante mais pra bege do que branco tipo sujo.

Alguém me explica: why? Qual o motivo insano de fotografar uma criança com malas? Ele vai viajar? Fugir de casa? Não! Então não vejo nenhuma explicação!

Tudo bem que o balaio tipo cesto não me parece mais adequado. Meu filho não é uma fruta! Muito menos qualquer outra coisa que se guarde em balaio (não consegui lembrar de mais nada que é colocado em um, mas ok).

Além do mais, eu coloquei uma roupinha toda rock’n’roll na pequena criança. All star, calça justinha, body de caveiras e canguru preto. Super combinando com as malas antigas, né?!

Mas depois de tanta reclamação e mimimi vocês podem me perguntar o motivo de eu levar o Vítor nesse estúdio se eu sei que é sempre assim. Simples, eu explico! A palavra é: promoção. Você leva o bebê todo mês e quando ele completa 1 aninho ganha um poster gigante.

Eu simplesmente amo a palavra promoção. É mais forte do que eu. É algo irresistível. Sem falar que o estúdio em questão é um dos melhores da cidade (lembrando que moro numa cidadela minúscula pequena do interior do RS). Fazer o que, né?! E apesar de tudo quando as fotos chegam eu fico BA-BAN-DO! Nada que um photoshop e um bebê lindo não resolvam! #mãemodesta